Dia Internacional da Mulher


As mulheres constituem a metade mais bela do mundo.- Jean-Jacques Rousseau

cartaz original

O Dia Internacional da Mulher é comemorado no dia 08 de Março, desde 1908 nos Estados Unidos.

Desde então as mulheres que sempre foram colocadas atrás das expectativas e prioridades em relação aos homens possuem essa data como um lembrete, uma conquista de que são tão importantes que os do sexo oposto.

“O 8 de março deve ser visto como momento de mobilização para a conquista de direitos e para discutir as discriminações e violências morais, físicas e sexuais ainda sofridas pelas mulheres, impedindo que retrocessos ameacem o que já foi alcançado em diversos países”, explica a professora Maria Célia Orlato Selem, mestre em Estudos Feministas pela Universidade de Brasília e doutoranda em História Cultural pela Universidade de Campinas (Unicamp).

No Brasil, as movimentações em prol dos direitos da mulher surgiram em meio aos grupos anarquistas do início do século 20, que buscavam, assim como nos demais países, melhores condições de trabalho e qualidade de vida. A luta feminina ganhou força com o movimento das sufragistas, nas décadas de 1920 e 30, que conseguiram o direito ao voto em 1932, na Constituição promulgada por Getúlio Vargas.

A partir dos anos 1970 emergiram no país organizações que passaram a incluir na pauta das discussões a igualdade entre os gêneros, a sexualidade e a saúde da mulher. Em 1982, o feminismo passou a manter um diálogo importante com o Estado, com a criação do Conselho Estadual da Condição Feminina em São Paulo, e em 1985, com o aparecimento da primeira Delegacia Especializada da Mulher.

fonte: Bibliografia
As origens e a comemoração do Dia Internacional das Mulheres. Ana Isabel Álvarez Gonzalez, 208 págs., Ed. SOF/Expressão Popular

COVID-19


PREZADOS CLIENTES E AMIGOS

Devido aos acontecimentos e recomendações
relacionadas ao COVID-19, prezamos sempre pela saúde e bem-estar de nossa equipe, clientes e
parceiros.

Com base em orientações da OMS e autoridades locais, estaremos fechados a partir de 20/03 até o dia 22/04, podendo-se estender se orientados pelos órgãos responsáveis.

Enquanto isso, nós continuaremos com a loja virtual atendendo pedidos via CORREIOS e, para São Paulo (capital) via DELIVERY.

Agradecemos a compreensão e parceria.
Equipe Mundo Cheff

Visite nossa loja virtual: www.mundocheff.com.br e adquira nossos produtos!

Atendimento ao Cliente


Um dos grandes diferenciais que nos destacamos e temos orgulho em dizer é pelo atendimento ao cliente.

Atendimento “diferenciado” subentende-se como algo pejorativo e discriminatório, portanto não tratamos nosso atendimento assim, apenas tratamos como “atendimento ao cliente”.

escutar

Mas o que significa isso? O “atendimento ao cliente” deve ser acima de tudo um ouvinte. Saber escutar é diferente de saber ouvir. Muitas vezes ouvimos nossos clientes mas não escutamos de fato qual a necessidade de sua visita em nossa loja.

Escutar é algo que demanda treinamento: muito cuidado aos detalhes, desde a entrada do cliente, momento de saudação (bom dia; boa tarde) postura de atenção (braços paralelos ao corpo, pernas eretas e sorriso no rosto) e olhos nos olhos, sem exceção de cliente.

A partir do momento em que passamos a exercer esse tipo de exercício (sim, não é algo natural para nossa geração, pois nos dispersamos muito facilmente talvez pelo excesso de informação no ar, na TV, na internet, etc.) começamos a entender o cliente.

Entender suas necessidades, seus desejos ao entrar na loja.

escutar (1)

Será preço, será produto, o que faz esse cliente (passante ou não) entrar e permanecer dentro da loja? Esse é o grande desafio. Desvendar.

A partir do momento em que começamos a nos entender (relação vendedor e cliente), começamos a atender, prestar o que pensamos ser uma consultoria de venda efetivamente.

A partir desse ponto as vendas acontecem de forma natural.

Depois da boa experiência de atendimento as chances de fidelização crescem, a divulgação passa a ser automática e o retorno é percebido no movimento para o lojista.

Vamos aprender a escutar?

Ronaldo Chiavenato